DIARY / A MINHA AVÓ

3:27 da tarde




































Hoje a minha avó faria 89 anos.
A minha querida avó Lity, como era chamada carinhosamente por todos.
São poucas as pessoas que nos marcam na vida, que são uma referência,
cujos ensinamentos pautam o nosso dia a dia.
A minha avó era extraordinária e era a minha melhor amiga.
Desde muito pequenina que me lembro dela, sempre a meu lado.
Ás vezes, eu dizia por brincadeira, que ela era o meu anjo da guarda na terra.
Não gosto de expor a minha intimidade, mas neste caso, não tenho como poder
partilhar o previlégio que foi conhecê-la, conviver com ela, aprender com ela.
Para começar, foi a pessoa mais bonita que conheci.
E apesar de ter os olhos de uma cor rara, de grande beleza, azul cinza, é da sua
vivacidade que nunca me esqueço.
Esperta e com uma inteligência superior, a minha avó era uma pessoa que não
passava indiferente a ninguém. Genuinamente boa, simpática, alegre, divertida
e de grande generosidade, corajosa, culta, interessante e interessada, via na família
fonte de felicidade e o seu maior feito, embora tivesse tocado em tantas ao longo
da sua tão preciosa vida.
Ensinou-me a recordar com alegria através do exemplo, da maneira como sempre
falou de seus queridos pais.
Como é que se consegue superar uma perda assim.
Durante muitos anos, com muita dificuldade.
Não há um dia que passe, que não me lembre dela.
Mas faço-o com alegria, às vezes sorrindo para dentro, outras contando histórias
maravilhosamente verdadeiras à minha filha.
O mundo foi mais feliz porque ela viveu, eu fui mais feliz.
Adoro-te avó.




You Might Also Like

0 comentários

Com tecnologia do Blogger.

Get Awesome Stuff
in your inbox